Vou confiar.

Caminhava sem destino nesta estrada sem parar,
você vem e com jeitinho pede para em sua mão eu segurar,
diz que posso confiar, olhando fixo nos meus olhos
diz:nunca vou te abandonar.
Será que é sonho? Não sei, eu quero acreditar
se for sonho não quero acordar.

-Simone Ribeiro-

2 comentários: